Blog

Compensação pelo vazamento de dados pessoais: verdade ou mentira?

jan 24, 2020, 17:36 by Comunicação Aplex

ImagemPost

Vazamentos de dados de todos os tipos aparecem regularmente no noticiário e, recentemente, algumas multas com potencial de bilhões deram um tapa nas empresas responsáveis. Se as companhias tiverem que pagar pelo vazamento de dados, parece lógico inferir que parte desse dinheiro vai para as vítimas, certo?

Recentemente, um site chamou nossa atenção. Aparentemente pertencente a um determinado “Fundo de Proteção de Dados Pessoais”, a página principal do site afirma que o fundo foi criado pela “Comissão de Comércio dos EUA”.

Aos interessados, o site oferece a possibilidade de checar se seus dados já foram vazados alguma vez. Para isso, você precisa colocar seu nome, sobrenome, número de telefone e contas em redes sociais.

No entanto, verifica-se que o site aceita qualquer informação, até mesmo um gobbledegook (linguagem sem sentido) completo. Por exemplo, perguntamos sobre os dados pessoais de um cidadão chamado "fghfgh fghfgh".

O site carregou por um tempo, e eis que descobrimos que nosso personagem fictício, com um nome impronunciável, realmente havia sido alvo de vazamento de dados. Além disso, foi revelado que alguém já havia usado suas fotos, vídeos e informações de contato e, portanto, a "fghfgh" tinha direito a uma compensação superior a U$ 2,5 mil!

  • Não confie. Se alguém lhe promete uma grande quantia de dinheiro em troca de algo trivial, como responder uma enquete, é praticamente certo que se trata de um golpe.
  • Verifique. Pesquise no Google sobre a organização para descobrir se ela realmente existe e, se existir, dê uma boa olhada em sua página na internet.
  • Use fontes confiáveis. Se você estiver preocupado com a segurança dos seus dados, especificamente senhas, poderá verificar se eles foram afetados por um vazamento no site com.
  • Proteja-se! Use uma solução antivírus confiável com proteção contra phishing e fraudes online, como o Kaspersky Internet Security.

Compartilhe nas redes